Como designer de superfície, o primeiro instinto da Liana é gerar memórias visuais e tácteis, portanto em 2015 ela começou a explorar um novo material celular produzido por bactérias e leveduras inofensivas conhecidas como biofilme (SCOBY). Em seu trabalho essa mídia orgânica é usada para criar um novo tecido que captura texturas e formas a partir de superfícies vivas, criando ma segunda pele com traços de sua história, experiências e / ou traumas.

As a surface designer, Liana’s first instinct is to generate visual and tactile memories, thus in 2015 she started exploring a new cellular material produced by harmless bacteria and yeast known as biofilm (SCOBY). In her work this organic media is used in order to create a new tissue that captures textures and shape from living surfaces, creating a second skin with traces from its history, experiences and/or traumas.